sábado, 30 de junho de 2012

O Pódio ...

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Historial do clube G.D.C. Mombeja

O Grupo Desportivo e Cultural Mombeja nasceu da vontade de um grupo de jovens da aldeia de Mombeja que gostando de praticar futebol se resolveram organizar de forma a constituir um clube que lhe permitisse entrar num campeonato. Isto aconteceu no ano de 1993 e depois de todos os pormenores tratados foi constituído oficialmente por escritura realizada no dia 5 de Abril de 1993. Uma das curiosidades deste Grupo era que inicialmente os directores eram simultaneamente jogadores.

Depois de criado o Grupo Desportivo e Cultural Mombeja decidiu-se que a equipa de futebol participaria no Campeonato Distrital de Futebol 11 do INATEL e desde a época 1993/1994 até à presente época tem participado regularmente neste campeonato. Para além disto o Grupo Desportivo e Cultural Mombeja tem participado em diversos torneios quer como convidado quer como organizador.

Em 2005, devido à vontade de um grupo de sócios que praticavam BTT e que pretendiam faze-lo de uma forma organizada, foi criada uma Secção de BTT no Grupo Desportivo e Cultural Mombeja. Desde então essa Secção tem participado em diversos passeios BTT e organiza anualmente o seu próprio passeio BTT “Pelos Trilhos de Mombeja”.

O Grupo Desportivo e Cultural Mombeja, que quando iniciou a sua actividade nem campo de futebol tinha (na primeira época em que participou no campeonato teve de trocar a ordem dos jogos por não ter campo de futebol) possui neste momento o seu próprio campo de futebol vedado e iluminado, balneários, um casão, uma pequena Sede e uma carrinha de nove lugares, tudo isto foi conseguido à custa de muito trabalho voluntário, para além de subsídios de várias entidades e protocolos assinados.

Neste tempo que leva de actividade o Grupo Desportivo e Cultural Mombeja tem colaborado na organização de diversos eventos que tem acontecido em Mombeja, em conjunto quer com a Junta de Freguesia de Mombeja, quer com as outras Associações da freguesia, tanto de forma activa como através da cedência das suas instalações.

Mombeja 2006/2007

quarta-feira, 27 de junho de 2012

terça-feira, 26 de junho de 2012

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Mombeja 2010/2011

domingo, 24 de junho de 2012

A Pesca ...

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Emblemas: Centro Cultural e Desportivo Alfundão (Alfundão)

Entradense 2008/2009

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Entradense 2010/2011

terça-feira, 19 de junho de 2012

Cachecóis - CDC Alvito


Entradense 2010/2011

domingo, 17 de junho de 2012

Sem palavras ...

Humor em Cartoons

Jogou no Benfica e, aos 23 anos, acabou carreira

Kaz Patafta. O nome nunca fez eco no futebol português, a não ser àqueles mais atentos à formação. O australiano que passou pelas escolas do Benfica colocou um ponto final na carreira, com apenas 23 anos. Chegou a treinar com a seleção australiana, na altura orientada por Hiddink, revela que foi pretendido pelo FC Porto e, agora, diz que alcançou «mais do que imaginava» como futebolista.

Os encarnados descobriram-no Mundial sub-17, em 2005, no Peru. Patafta mudou-se para Lisboa, de imediato. «No espaço de um ano, estava a treinar com a primeira equipa, como jogadores como Simão, Nuno Gomes, Rui Costa», recordou em entrevista à Fox Sports australiana.

«Fiz um jogo de pré-época frente ao Estrela da Amadora, um momento que sempre vou guardar», continuou o australiano. «Ainda tenho essa camisola, mas aprendi depressa que a linha que separa o sucesso do fracasso é ténue», explicou Patafta.

Na entrevista, o antigo médio conta o resto da história. «Tinha quatro anos de contrato com o Benfica, o plano era evoluir no sistema de formação do clube, mas o Benfica decidiu seguir o modelo do Sporting, porque era o que tinha mais sucesso no país, naquela altura», afirmou.

«O Sporting emprestava os jovens jogadores a equipas de divisões mais baixas, para ganharem experiência e, por essa altura, surgiu-me a proposta do Melbourne Victory, que vinha de uma temporada de sucesso. Senti que era uma melhor oportunidade de evoluir e por isso regressei», referiu.

Antes, porém, o FC Porto fez-lhe uma proposta. «Na verdade, há uma parte de mim que olha para trás e sabe que essa teria sido uma grande oportunidade, mas achei que o meu tempo ia chegar», contou Patafta.

Agora, o antigo futebolista é um advogado que dá os primeiros passos na carreira. Quanto ao futebol, considerou que, no fundo, não era «suficientemente bom» e por isso não alcançou o estrelato. Mas acredita que, como futebolista, foi «mais longe do que alguma vez imaginara».

sábado, 16 de junho de 2012

Inglaterra posou para a foto só com dez jogadores


Tudo acontece à Inglaterra, está visto. O empate frente à França até foi animador, mas os momentos que antecederam o apito inicial tiveram peripécias várias.

O aquecimento já tinha ficado marcado pela lesão do treinador de guarda-redes, Ray Clemence, que sofreu uma rutura do tendão de Aquiles. Pouco depois, no momento da tradicional fotografia da equipa titular, a seleção inglesa apresentou-se apenas com dez jogadores.

Cantados os hinos e cumprimentados os adversários, o defesa Glen Johson afastou-se dos colegas, concentrado nos últimos exercícios de aquecimento, e por isso não aparece nas imagens. O poster ficou incompleto, mas quem o colar na parede do quarto sempre pode lançar o desafio aos amigos e perguntar quem falta.

As peripécias não ficaram por aqui. A banda que acompanha os jogos da seleção inglesa desde 1996 foi impedida de levar os instrumentos para a bancada. Havia autorização da UEFA, mas as autoridades ucranianas silenciaram os músicos, que vão agora apresentar um protesto formal.

O cão e o futebol ...

Como se chama um cão que tem uma camisola às riscas azuis e brancas e sabe jogar futebol?
É um Cãodido Costa.

Como melhorar a equipa?

Pergunta o locutor ao presidente dum clube de futebol que desceu de divisão:
Sr. Presidente, o que vai fazer para melhorar a sua equipa na próxima época?
A nossa equipa tem de dar uma volta de 360 graus...

Os Alpes

Um pai entusiasmado, vê um jogo de futebol na televisão quando entra o filho e lhe pergunta:
Pai, onde é que estão os Alpes?
Não faço a mínima ideia meu filho. Pergunta á mãe, ela é que arruma tudo!

O gatuno

No estádio, durante um jogo de futebol, um espectador grita para o árbitro:
Gatuno!ladrão!
Nesse mumento, o homem que estava ao seu lado diz, todo vermelho:
Não se zangue. Tome lá a carteira. Estava só a brincar.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Emblemas: Núcleo Sportinguista de Moura (Moura)

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Emblemas: Grupo Desportivo Cultural Alcoforado (Beja)

terça-feira, 12 de junho de 2012

Entradense 2009/2010

segunda-feira, 11 de junho de 2012

FC S.Marcos

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Amarelejense 2010/2011

quinta-feira, 7 de junho de 2012

AF Beja - XX Gala dos Campeões

Depois da emoção vivida nos campos de futebol do Distrito de Beja, foi tempo de convívio, confraternização e distinção aos melhores da época 2011/2012. A apresentação da Gala esteve a cargo de Nelson Medeiros, da Rádio Pax e a parte musical foi da responsabilidade dos Feedback Line. Destaque para o grande número de agentes do futebol distrital, entre os quais dirigentes, treinadores, jogadores e árbitros, num total de 191.
Destaque ainda para as muitas caras bonitas do futebol feminino que marcaram presença.

No seu dircurso, o presidente da AF Beja, Dr. José Luís Ramalho, começou por agradecer a presença de tão bela moldura humana na festa de encerramento de mais uma época desportiva e de homenagem aos clubes e atletas que mais se distinguiram ao longo da corrente época desportiva.
Referiu que tão grande número de pessoas presentes, não pode deixar de ser um forte sinal de união e de dinamismo dos clubes, dos atletas e de toda a família do futebol.
Agradeceu o apoio das Autarquias, que apesar das dificuldades financeiras continuarem a fazer um grande esforço para apoiar os clubes.

Saudou todos os vencedores, nomeadamente os clubes que alcançaram os seus objetivos, bem como os clubes que participaram nas competições nacionais e que tão dignamente representaram a AFBeja.
Saudou, igualmente, aqueles clubes a quem a época desportiva correu menos bem, porque, o que é verdadeiramente importante, é que souberam participar nas competições em que estiveram envolvidos, com dignidade e acima de tudo, com desportivismo e fair-play, lembrando, a todos, que sem vencidos não há vencedores.
Destacou ainda, que ao longo de uma época desportiva, não há apenas vitórias coletivas, pelo que saudou igualmente todos os futebolistas, árbitros e observadores, que alcançaram vitórias individuais.
Deixou uma palavra de agradecimento, a todos os que têm apoiado o futebol no nosso Distrito, nomeadamente aos muitos homens e mulheres que trabalham incansavelmente, sem nada receber em troca.

Referindo “Para estes homens e estas mulheres, que transmitem aos nossos jovens os valores da união, da solidariedade, da amizade e da gratidão, valores tão gratos ao Associativismo Desportivo, o nosso muito obrigado.
Contudo, ao falar de formação, não pode a AFBeja deixar de manifestar alguma preocupação com alguma falta de fair-play, que por vezes se verifica no desporto de formação, nomeadamente, quando assistimos a comportamentos, cada vez mais incorretos, por parte de alguns dirigentes, treinadores e até por parte de alguns pais.
Um treinador deve saber fazer o equilíbrio entre o trabalho de natureza técnico e o desenvolvimento dos valores e dos princípios da cidadania. Quase me atrevia a dizer que um bom treinador dos nossos jovens deve, acima de tudo, ser um bom educador.

É por assim pensarmos que iremos introduzir na próxima época desportiva, um programa de formação, presencial e em formato on-line, destinado a dirigentes e treinadores dos escalões de formação.”
Disse ainda que “Para a realização destes nossos objetivos muito contribuirá a concretização do antigo sonho de adquirir uma nova sede, em que existam melhores condições de trabalho para os funcionários, para os corpos sociais e para os nossos clubes. Sobre este assunto posso dizer-vos que, com os sacrifícios e as poupanças efetuadas pelas anteriores direções, com a autorização da Assembleia-Geral para permutar ou vender a nossa velhinha sede da Rua das Portas de Mértola, e, fundamentalmente, com o apoio que recebemos da FPF, conseguimos já realizar esse sonho, ao adquirir uma nova sede que esperamos satisfaça as necessidades por todos nós sentidas.”

“…chegou o momento de começar a preparar a nova época desportiva, e para a qual já há algumas decisões tomadas, e de entre as quais destacamos:
- Dar continuidade à cultura de proximidade que temos vindo a desenvolver entre a AFBeja e os clubes seus filiados;
- Aprofundar a política de descentralização, nomeadamente, na realização das finais das competições desportivas, que na presente época permitiu levar a festa do futebol a seis concelhos deste distrito introduzindo aqui, por sugestão de alguns associados a inovação de realizar a final da Taça do Distrito de Beja, nesta cidade;
- Continuar a apostar na divulgação e implementação do futsal e do futebol feminino, modalidades estas em que temos indicação de que o número de clubes irá aumentar, já no próximo ano;
- Procurar introduzir, ao longo deste mandato, competições de futsal e de futebol feminino, ao nível das camadas mais jovens, pois só a formação poderá garantir a sustentabilidade destas modalidades;
- Procurar, relativamente às competições de formação, reunir com os clubes intervenientes para encontrar o modelo competitivo que mais se adapte às suas disponibilidades económicas e financeiras, não esquecendo, no entanto, o objetivo primordial que é o desenvolvimento do futebol.”

Para finalizar referiu que “O dia-a-dia de uma Instituição, com a dimensão desta Associação, só é possível com o apoio, a colaboração e a boa vontade de muita gente e de muitas Instituições.
Assim queremos, ainda, agradecer a todos os clubes que cederam jogadores para a formação das Seleções Distritais.
Agradecemos igualmente aos clubes e Autarquias que cederam a esta Associação as suas instalações desportivas para a realização de provas oficiais, treinos e outras formações.
Aos patrocinadores da AFBeja nomeadamente à Delta Cafés, Laclibe, Bejaparque Hotel, Cocas Produções, TopSul, e Elídio Ferreira, Lda., o profundo agradecimento de todos nós, pois, neste momento de dificuldades económicas e financeiras, sem o vosso apoio não seria possível a realização deste convívio.

Agradecemos, ainda, aos restantes órgãos sociais da AF Beja e, a todos os funcionários, colaboradores e formadores desta Associação.
Por fim, terminamos desejando a todos a continuação de uma boa confraternização, e apresentando-vos, os nossos votos de êxitos na próxima época desportiva.” Concluiu.




















Emblemas: Casa do Benfica de Castro Verde (Castro Verde)

terça-feira, 5 de junho de 2012

Emblemas: Sport Clube de Serpa Patinagem Artística (Serpa)

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Amarelejense

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Amarelejense 2009/2010

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...